top of page

BFB participa do lançamento da Estratégia BIM para obras educacionais

Atualizado: 7 de dez. de 2023


Crédito: Divulgação/FNDE


No último dia 06, a diretora executiva do BIM Fórum Brasil, Raquel Ribeiro, participou do evento de lançamento da Estratégia BIM do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que reuniu representantes das bases do Governo, profissionais dos setores AEC e público, além de diretores do FNDE.


Ao ser convidada para realizar a fala inicial do evento, Raquel abordou o panorama do BIM e suas vantagens não apenas para o setor AEC, mas também para a eficácia e inovação na gestão pública. "Faço questão de destacar o potencial desta inovação para o setor público. Estamos falando de fazer mais com menos. No caso de hoje, fazer mais escolas e creches com menos recursos e em menor prazo. Escolas melhores, com maior qualidade, precisão e sustentabilidade", ressaltou.


A Estratégia BIM do FNDE tornará possível reduzir, significativamente, os erros de compatibilidades de projetos de obras educacionais, além de avançar na otimização dos prazos e na maior confiabilidade dos processos, tornando mais preciso o controle das obras em escolas públicas no país.


Por vídeo, a presidente do FNDE, Fernanda Pacobahyba, destacou a importância que o novo projeto trará para melhorar as áreas de gestão e execução de obras educacionais. “É uma alegria anunciar mais um grande lançamento, o qual representa um avanço na gestão e execução das obras na área de educação. Por meio dessa abordagem, nossa autarquia busca modernizar e aprimorar o planejamento, a construção e a manutenção dos espaços educacionais, utilizando tecnologias integradas que potencializam a eficiência, a transparência e a qualidade dos ativos construídos.”


Flávia Schmidt, diretora de Gestão, Articulação e Projetos Educacionais (Digap) do FNDE, falou sobre a incorporação de conhecimentos na construção do projeto. “É um orgulho ver essa entrega sendo feita. As parcerias sempre foram vistas como essenciais durante a criação dessa estratégia, porque foi um projeto de incorporação de políticas públicas. Conseguimos aproveitar um conhecimento que já existe dentro do nosso país e aplicar no processo de construção.”


A estratégia tem o objetivo de trazer uma série de benefícios para estados, municípios e o Distrito Federal, como a redução dos custos, a mitigação dos atrasos de obras, a melhor precisão da estimativa e controle do orçamento, a melhor comunicação entre as partes envolvidas, a redução do retrabalho em obra, a melhor gestão do uso e operação do ativo construído e o melhor gerenciamento e fiscalização da obra.


Espera-se que, com o uso do BIM – FNDE, eleve-se a maturidade dos gestores e técnicos dos entes federativos e da equipe técnica da autarquia; tenha-se maior precisão dos projetos, proporcionando maior confiabilidade no cronograma e orçamento da obra; acelere-se o processo de análise de solicitações de apoio técnico e financeiro para construção, ampliação e reformas de infraestrutura educacional apoiadas pela autarquia; haja a contribuição para o aprimoramento da transparência dos processos licitatórios, subsidiando gestores de contratos dos entes federativos no processo de fiscalização das obras; proporcione-se confiabilidade e transparência no monitoramento das obras e controle dos recursos públicos empregados e, por fim, acelere-se o processo de análise de cumprimento do objeto pactuado com o FNDE.


Estiveram presentes no lançamento a coordenadora-geral da Indústria da Construção Civil e da Moda, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Thaíse Dutra, o coordenador executivo da Frente Parlamentar em Defesa do Sistema de Modelagem da Informação da Construção (BIM), Washington Luke, e o presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação e dirigente municipal de Educação de Ibaretama/Ceará, Aléssio Lima.


Com informações do FNDE

bottom of page