top of page

BFB participa dos debates sobre Construção 2030


Crédito: CBIC


A diretora executiva do BIM Fórum Brasil, Raquel Ribeiro, participou, no último dia 29, do debate organizado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) sobre o desafio das barreiras para a industrialização da construção. O encontro aconteceu em Brasília e reuniu representantes do setor produtivo da indústria da construção. A iniciativa faz parte da retomada do projeto Construção 2030, desenvolvido em 2018, a partir de uma parceria com o Senai.


No evento, o vice-presidente de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade da CBIC, Dionyzio Klavdianos, destacou que a evolução do setor nos últimos cinco anos comprovou a consistência do projeto e a importância de sua atualização. O setor da construção precisa de um direcionamento para avançar no futuro da construção e a CBIC é um dos norteadores deste trabalho. “O projeto só vai dar certo se trabalhar em conjunto com a cadeia produtiva”, disse.


O consultor do projeto, Fábio Queda, destacou a importância do Construção 2030 para acelerar a industrialização do setor. Além disso, conduziu uma oficina com dinâmicas que envolveram a interpretação das principais barreiras destacadas pelo setor da construção. O grupo de trabalho formulou ações diversas levando em conta aspectos elencados pelo consultor, como fatores internos às empresas e organizações do setor da construção; tecnologia e infraestrutura; logística e cadeia produtiva; ambiente econômico e capital humano; além de debater barreiras e ações associadas ao setor público, governos e políticas públicas.


“Este trabalho permitirá organizar um mapa de ação e criar uma agenda para a CBIC executar o projeto Construção 2030, no próximo ano. Dessa forma, a CBIC poderá fazer a articulação necessária para reduzir as barreiras que foram compiladas pelo grupo e atuar nas ações prioritárias para avanço em inovação e tecnologia do setor”, disse.


José Carlos Martins, presidente do Conselho Consultivo da CBIC, apontou a relevância do debate para a ampliar a construção e reduzir entraves. “Cada dia mais vejo a importância de estarmos discutindo a industrialização do setor. É preciso avançar na qualidade, produtividade e saber como nosso produto se encaixa melhor na vida das pessoas”, disse.


A industrialização da construção é o assunto do momento, o que torna o evento de enorme importância. “O evento proporcionou o encontro com as maiores referências da engenharia e industrialização no Brasil e foi possível desenvolvermos um raciocínio estratégico, com as principais demandas, para serem colocados em prática pela CBIC”, destacou o engenheiro, Luiz Henrique Ceotto.


“A troca de experiências fez parte de um debate democrático e enriquecedor. Foram definidas ações específicas, que em termos de planejamento, geram um resultado muito bom e retomam o projeto de maneira muito consistente”, apontou o professor da Universidade de São Paulo (USP), Francisco Cardoso.


Com informações do CBIC Hoje

bottom of page