top of page

BIM Fórum Brasil consolida novas parcerias durante primeira missão a Oracle em Chicago

Créditos: Oracle/Divulgação


Representantes do BIM Fórum Brasil e de entidades do setor da Construção Civil participaram, no mês de abril, de uma missão técnica em Chicago, em parceria com a Oracle, com o objetivo de explorar o futuro da indústria da Engenharia e Construção. Foram três dias de imersão no universo digital do setor.


Durante a missão, foram realizadas sessões de debates nos escritórios da sede da Oracle, incluindo temas como Gêmeos Digitais, níveis de digitalização em arquitetura e engenharia no Brasil, além de uma mesa redonda focada no valor de uma abordagem integrada para planejamento de capital e execução de projetos. Outra temática foi a análise detalhada da Oracle Smart Construction Platform, plataforma que ajuda a sincronizar atividades e recursos ao mesmo tempo em que conecta equipes, apresentada por Roz Buick, vice-presidente sênior de produto, estratégia e desenvolvimento da Oracle Construction and Engineering.


O grupo também participou de reuniões e networking, em uma visita ao Oracle Industry Lab, um banco de testes onde incubam soluções para enfrentar desafios complexos em vários setores. Burcin Kaplanoglu, vice-presidente do laboratório, discutiu sobre o trabalho realizado por lá e apresentou experiências práticas e desafios, os quais envolvem robótica, inteligência artificial, realidade virtual e outras vertentes.


Após a visita, a equipe, composta por Rodrigo Koerich, presidente do BIM Fórum Brasil; José Mario Donato, responsável pela área de BIM no grupo de construção da Bild Desenvolvimento Imobiliário; Sergio Leusin, CEO da GPD; e Natália Magatti, consultora de vendas da equipe Oracle CEGBU LAD, falou sobre suas percepções e vivências durante a missão técnica.


Qual foi a sua motivação para esta missão?


NATÁLIA MAGATTI: Esta foi a primeira missão técnica do BIM Fórum Brasil. Como especialista em BIM, representei a Oracle no grupo. Por ter visitado o laboratório no ano passado, já o conhecia e tinha ciência de que se encaixa no objetivo de trazer informações sobre digitalização em empresas de engenharia e construção. Estávamos muito animados para, finalmente, fazer isso acontecer e trazer esse grupo para cá.


JOSÉ MÁRIO: O principal objetivo da visita foi fazer networking com pessoas de diferentes lugares, formações e setores. Descobrimos que temos problemas semelhantes, como processos ainda conduzidos à moda antiga e pessoas que resistem às mudanças, mesmo que elas nos tornem mais produtivos. Aprender com pessoas diferentes como superar esses desafios foi muito esclarecedor e uma experiência altamente positiva.


Quais foram suas impressões sobre a visita?


NATÁLIA MAGATTI: Os primeiros dois dias da cúpula da construção superaram minhas expectativas. Os executivos da Oracle Roz Buick, Eilish Nolan, Ray Roske e Eileen Schurmann compartilharam seus conhecimentos conosco e tivemos muitas conversas interessantes. Esperávamos que fosse um evento em que eles pudessem aprender conosco, mas, na verdade, todos estavam aprendendo e ensinando uns aos outros. Foi uma troca de experiências muito interessante.


JOSÉ MÁRIO: O BIM está em uma comunidade muito pequena aqui no Brasil, de forma que todos os grandes players do setor de construção estão passando pelos mesmos problemas. Nesse quesito, fiquei surpreso ao ver um ecossistema aberto e muito bem-sucedido, colaborando para a solução desses problemas, com uma abordagem ampla. É disso que se trata o BIM - colaboração.


SERGIO LEUSIN: Estou sempre atento às novas tecnologias. Eu trabalho principalmente como consultor BIM, então, é meu trabalho saber tudo sobre isso. O que realmente me impressionou foi uma empresa chamada AI Clearing, que tem parceria com o Oracle Industry Lab e fez uma ótima apresentação. Eu gostaria de aprender um pouco mais sobre esse sistema.


RODRIGO KOERICH: Fiquei surpreso com as semelhanças entre o mercado brasileiro e o mercado americano. Em termos de tecnologias, o que podemos acessar aqui no Brasil não é tão diferente do que você tem nos Estados Unidos. Isso foi uma surpresa: também temos uma boa tecnologia aqui.


Que conclusões você aponta após a missão técnica ?


NATÁLIA MAGATTI: Do ponto de vista do evento, entendemos melhor o que precisamos fazer para desenvolver novas soluções, em nossa região. O evento acabou sendo uma experiência para conhecer o ponto de vista do BIM Fórum Brasil em relação a Oracle e como podemos melhorar para o próximo evento que realizarmos. Também pudemos analisar isso da perspectiva da Oracle. Para mim, pessoalmente, gostei da oportunidade de conhecer pessoas com quem trabalhei apenas por meio de chamadas do Zoom. E visitar o laboratório foi incrível, pois adoro inovação e tecnologia desde jovem. Esta foi uma experiência maravilhosa, não só profissionalmente, mas pessoalmente também.


SERGIO LEUSIN: No Brasil, as empreiteiras são muito conservadoras e ainda não despertaram para a inovação. Seria muito benéfico se pudéssemos enviar pessoas ao Laboratório para entender melhor as inovações que a Oracle está criando, principalmente na área de construção.


RODRIGO KOERICH: Foi uma grande oportunidade para conectar nossos associados com as novas tecnologias. A Oracle é uma empresa importante em termos de construção em todo o mundo e possui soluções importantes. Com esta missão, entendemos melhor o que a empresa faz, como está olhando para seus próximos passos no mercado e como conectar tudo isso com o BIM Fórum Brasil – isso foi um aprendizado importante para nós. Foi bom também para fazer networking, desenvolvendo relacionamentos com as empresas e participantes da missão.


Se um colega estivesse interessado em visitar a Oracle ou o Oracle Industry Lab, o que diria a ele?


JOSÉ MÁRIO: Definitivamente, vá. Foi uma experiência muito produtiva, uma virada de jogo, vendo redes e soluções em ação.


RODRIGO KOERICH: É uma oportunidade importante para entender tecnologias e aplicações no setor da construção, com muito valor. Foi uma experiência muito importante também, porque pretendemos organizar mais uma missão técnica e explorar o futuro da indústria de engenharia e construção.


Reportagem traduzida do blog da Oracle, intitulada "BIM Forum Brasil builds new relationships during first mission to Oracle in Chicago"





留言


bottom of page