Case da Sondotécnica mostra uso de BIM em habitação social

*As informações e conteúdos apresentados a seguir são de responsabilidade do associado e não necessariamente correspondem à opinião do BFB.

Créditos: Acervo Sondotécnica


O enfrentamento do déficit habitacional é um desafio para toda a cadeia construtiva: só na capital paulista são quase 1 milhão de famílias em assentamentos precários.


A Sondotécnica foi contratada para gerenciar projetos da Secretaria Municipal de Habitação de São Paulo e colaborou para que o órgão pudesse utilizar tecnologias e procedimentos BIM (Building Information Modeling).


A Sondotécnica criou procedimento de auditoria de modelos BIM, utilizando padrão aberto de interoperabilidade, o IFC (Industry Foundation Class), automatizou algumas verificações de requisitos legais. Cada disciplina utiliza o software específico para elaboração de seus projetos e a Secretaria, por outro lado, não precisa ter nenhum tipo de software de modelagem para realizar todo o acompanhamento do projeto.


A Sondotécnica forneceu acesso à plataforma CDE (Common Data Environment) para todos os envolvidos no empreendimento, garantindo um ótimo fluxo de informações.


O gerenciamento de projetos em BIM realizados pela Sondotecnica está trazendo resultados já perceptíveis: antecipação das soluções de incompatibilidades entre disciplinas; extração de quantitativos e especificações a partir do modelo 3D, criando planilhas orçamentárias precisas.


Temos orgulho de contribuir para a melhoria das habitações sociais!

Para saber mais deste projeto, acesse: https://www.sondotecnica.com.br/postagem/habitacao-social-de-qualidade-e-uma-realidade-possivel/