top of page

Construção 4.0: desvendando o potencial do BIM na infraestrutura


Crédito: Divulgação


Os conselheiros administrativos do BIM Fórum Brasil, Erik Santos e Stefania Dimitrov, foram convidados para participar de um painel sobre aplicações BIM nas obras de infraestrutura, no Rio Construção Summit, evento que aconteceu no Rio de Janeiro, na última semana, reunindo gestores, profissionais e estudantes do setor da Construção. Na pauta, exemplos de obras de infraestrutura com uso do BIM e a visão dos profissionais quanto à otimização da utilização desta metodologia. Além deles, participaram do debate Guilherme Borges de Lima, coordenador de engenharia e implantação da Concremat, e Fabio Montrezor, especialista em BIM da Andrade Gutierrez.


Stefania, da Sondotécnica Engenharia, apresentou cases da empresa nas áreas de rodovia, urbanização e saneamento, enfatizando o enorme potencial do BIM para integrar informações relacionadas aos ativos de infraestrutura. Além disso, destacou a importância de armazenar esses dados em estrutura aberta, em banco de dados espacial na nuvem, garantindo o acesso contínuo a informações cruciais, ao longo de todo o ciclo de vida do empreendimento, inclusive durante a operação e manutenção.


Na mediação do painel, Erik reforçou que este potencial do BIM para otimizar estratégias de operação e manutenção tem muito valor na área de infraestrutura, alertando que o desafio é fazer com que esses dados sejam coletados das diversas fases do projeto, com acesso colaborativo para que se torne efetivo.


Por sua vez, Guilherme da Concremat, enfatizou a relevância do BIM nas etapas de projeto, construção e operação, especialmente na complexidade dos ativos de infraestrutura, enquanto Montrezor apresentou estratégias de implantação sustentável do BIM na Andrade Gutierrez, integrando BIM, lean construction e inovação, para otimizar processos e melhorar a produtividade nas obras.


A discussão também abordou a perspectiva da inteligência artificial (IA) na infraestrutura, levantando a possibilidade de utilizar dados espaciais da IA para estabelecer conexões inovadoras e viabilizar manutenções preventivas. Finalizando, o painel trouxe a visão de que a integração, a eficiência operacional e a antecipação de desafios são pontos-chave no aproveitamento pleno do potencial do BIM na transformação digital das obras de infraestrutura.




Comments


bottom of page