Oliveira Cotta gerencia projeto do Metrô com solução do Construtivo

Atualizado: 22 de out. de 2021

*As informações e conteúdos apresentados a seguir são de responsabilidade do associado e não necessariamente correspondem à opinião do BFB.

Imagem: Estação Santo Amaro do Metrô de São Paulo

Créditos: Divulgação


Para otimizar os fluxos de trabalho de coordenação BIM no projeto de requalificação da Estação Santo Amaro do Metrô de São Paulo (Linha 5-Lilás), que se conecta à Linha 9-Esmeralda da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), a Oliveira Cotta Arquitetura, responsável pelo projeto executivo, adotou a solução de colaboração em nuvem BIM Track, fornecida pelo Construtivo, companhia de Tecnologia da Informação com DNA em Engenharia.


Foram desenvolvidos modelos estruturais, arquitetônicos, hidráulicos e elétricos, entre outros. “Precisávamos que a troca de informações entre os projetistas fosse ágil, possibilitando um ambiente comum de dados para a identificação de possíveis interferências. O BIM Track, por estar na nuvem, nos deu essa condição, além de fornecer uma interface amigável para os usuários”, explica Sandra Morikawa, gerente de projetos da Oliveira Cotta.


Imagem: Estação Santo Amaro do Metrô de São Paulo

Créditos: Divulgação


Em apenas um clique, os projetistas conseguiam compartilhar seus projetos, realizados em Revit, no BIM Track, o que substituiu o uso do email, que exigiria a troca de aproximadamente 2,5 mil mensagens ao logo do projeto.


De acordo com Marcus Granadeiro, CEO do Construtivo, o BIM Track torna o desenvolvimento dos projetos mais seguro, transparente, ágil e gerenciável.