top of page

Primeiro dia do BIM Fórum Conference Brasil comprova a importância do debate sobre o futuro do BIM


Créditos: Bruna Alini


Nesta segunda-feira (22), teve início o BIM Fórum Conference Brasil que, em seu primeiro dia de atividades, reuniu mais de 750 pessoas, entre especialistas, gestores, representantes de entidades, parlamentares e autoridades, no World Trade Center, em São Paulo, para um dia de informação, atualização, troca de experiência e networking. Os temas debatidos e o grande engajamento dos participantes deram o tom da importância do BIM para o objetivo de desenvolvimento da inovação e digitalização do setor da construção.


A abertura do evento ficou por conta de Rodrigo Koerich, presidente do BIM Fórum Brasil, associação promotora do evento, que recebeu, para as boas-vindas aos participantes, o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de Sergipe, engenheiro civil Jorge Roberto Silveira, representando o CONFEA; o deputado federal da frente parlamentar BIM na Câmara dos Deputados, Julio Lopes; o deputado federal Arnaldo Jardim; e o representante do Secretário de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação do MDIC, o diretor Rafael Codeço.


Na sequência, Koerich moderou o primeiro painel do evento, intitulado “A nova lei de licitações e as exigências BIM em obras públicas”, onde o procurador-chefe da Procuradoria Consultiva da Procuradoria Geral do Estado do Paraná, Hamilton Bonatto, deixou claro que a lei 14.133, que estabelece as normas de licitações, gera mais agilidade aos processos licitatórios. “A lei traz ganhos para a administração pública, mas é importante ressaltarmos também que a preferência pelo BIM para as obras de engenharia torna os processos mais claros, com menos erros, mais economia e menos problemas na fiscalização. O BIM vai trazer melhorias para as obras públicas”, afirmou ele.


Corroborando as palavras de Bonatto, o deputado federal Julio Lopes, destacou que a transformação da qualidade de um projeto passa pelo BIM. “É muito importante levar cultura e informação dessa metodologia, promovendo a transformação da qualidade dos projetos, assim como da execução e manutenção das obras do Brasil. Essa difusão é necessária para o Brasil”, disse ele, que é da Frente Parlamentar BIM na Câmara dos Deputados, tendo participado da reforma da lei 866, que se tornou a nova lei de licitações.


Também participaram do painel Nicola Khoury, secretário-geral adjunto de Controle Externo do TCU, e Rafael Codeço, diretor de departamento DIBEN/SDIC do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC).


O segundo painel tratou dos casos BIM de proprietários privados, sob moderação de Rogério Suzuki, que é conselheiro consultivo do BIM Fórum Brasil. No debate, representantes de grandes construtoras, como a MRV, Rôgga Empreendimentos, Rottas Construtora, Addor e Associados e da MPD Engenharia, relataram suas experiências com o uso de BIM nos empreendimentos, trazendo à tona boas práticas e também a reflexão sobre a necessidade da disseminação de mais informação sobre a aplicação do BIM.


Em outro momento, no painel 3, foi a vez de explorar o BIM em obras públicas, mostrando cases de sucesso de obras que foram realizadas com aplicação desta metodologia, como foi o exemplo do Metrô de São Paulo, apresentado pelo seu supervisor BIM, Ivo Mainardi. O gerente de produto na TPF Engenharia, Bernardo Beltrão, também mostrou as vantagens da aplicação de BIM na modelagem de uma rodovia interestadual, enquanto Márcio Mali, coordenador-geral de projetos aeroportuários na Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério de Portos e Aeroportos, apresentou como foi adotado o BIM para remodelar cerca 20 aeroportos regionais no país.


Outro painel do evento trouxe o olhar para a pesquisa que foi realizada pelo BIM Fórum Brasil, em parceria com o Confea, o CAU e a ABDI, em 2022, a qual avaliou a maturidade digital dos profissionais de Engenharia e Arquitetura na construção, levando em conta o cenário à época, para propor os caminhos para a transformação digital e otimização dos processos, ferramentas e técnicas de trabalho. A ideia foi fomentar o debate sobre como promover maior digitalização do setor, diante da realidade apresentada. Participaram representantes das entidades participantes da pesquisa, com moderação da conselheira consultiva do BIM Fórum Brasil, Alessandra Beine.


Guia de Contratação BIM


O BIM Fórum Conference também abriu espaço para o lançamento do primeiro volume da Coletânea "Guias de Contratação BIM", publicação desenvolvida pelo BIM Fórum Brasil, com a correalização da ABDI e patrocínio do CAU/SC. O objetivo da publicação é auxiliar a indústria da construção quanto aos requisitos de informação e protocolos, abordando os diferenciais da contratação BIM, o processo BIM, o Ambiente Comum de Dados (CDE) e a documentação para o processo de gestão da informação. Para conhecer a publicação, clique aqui.

No quinto painel, foram apresentados os resultados do BFB quanto à inovação no processo de contratações em BIM no Brasil, mostrando um resumo da importância do estabelecimento deste processo e do desenvolvimento da competência profissional para melhor aproveitamento dos processos BIM. Os participantes também debateram sobre o que pode ser melhorado no setor, com a participação de consultorias em processos BIM.


Duas palestras também lotaram o auditório do evento. A primeira, internacional, recebeu o diretor técnico da buildingSMART International, Léon van Berlo, para falar sobre o novo padrão IDS e sobre o serviço bsDD, que melhoram a performance de dados no BIM. A outra, que contou com a gerente BIM e inovação da Sondotécnica, Stefania Dimitrov, abordou a análise de projetos e a fiscalização de obras públicas com BIM, com foco nos principais usos de BIM necessários para órgãos públicos, especialmente os que não desenvolvem projetos internamente.


O evento está reunindo os principais líderes e especialistas em BIM dos setores público e privado e também sendo cenário para mesas de negociação, networking, salas técnicas e outras atrações ligadas ao universo BIM.


O BIM Fórum Conference Brasil termina nesta terça (23), com mais painéis, salas técnicas e palestras. O evento é uma realização do BIM Fórum Brasil e tem o patrocínio do Sebrae Nacional; patrocínio ouro da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial – Abdi, Alvarez & Marçal, Andrade Gutierrez, Autodesk, Autodoc, AltoQi, BimCollab, Cad Technology, Graphisoft Brasil, Software One; e patrocínio prata da Construtivo, Exponent, GS1 Brasil,TQS Informática e Verum Partners. Conta ainda com o apoio do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de São Paulo - CREA-SP e do evento Rio Construção Summit, além do apoio institucional da Associação Brasileira de Consultores de Engenharia - ABCE, da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção - Abramat, da Câmara Brasileira de Bim - CBIM, do Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação ou Administração de Imóveis Residenciais ou Comerciais de São Paulo - Secovi-SP, do Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva - Sinaenco, e da Women In BIM.



Comments


bottom of page