Seminário Implementación BIM en Latinoamérica: Avances 2021


Créditos: Acervo Red BIM Gob Latam


No dia 16 de novembro, o Seminário Implementación BIM en Latinoamérica: Avances 2021, promovido pela Red BIM Gob Latam, trouxe representantes do setor público dos países integrantes da Rede para expor os avanços em 2021 da implantação do BIM na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, México, Peru e Uruguai. Representando o Brasil, para falar da Estratégia BIMBR, participou do evento Ricardo Alexandre Gois Ferreira, Analista Sênior IV da INFRAERO Aeroportos Brasileiros.


Adam Matthews, Diretor do Centre for Digital Built Britain dol Reino Unido e Líder da Global BIM Network, falou sobre a evolução das políticas públicas ao redor do mundo de 2010 a 2020 e apresentou a Rede Global BIM Network. Em seis anos houve uma explosão de programas públicos na Europa, América-Latina e Ásia, sendo os esforços regionais compartilhados e impulsionados por: EU BIM Task Group, Rede Latam e Simpósios Governamentais na Ásia. Uma extensão desta colaboração é a Global BIMNetwork que está conglomerando a comunidade do setor público de diferentes regiões para compartilhar os avanços da digitalização do setor da construção.


Créditos: Acervo Red BIM Gob Latam


Carolina Soto Ogueta, Presidenta da Red BIM Gob Latam e Diretora do Planbim, apresentou a linha do tempo do caminho percorrido pela Rede, que teve seu ponto de partida em 2018 e a formalização em 2019. Os Grupos de trabalho tiveram início em 2020 e um de seus produtos o Manual BIM Latam, sobre estratégias, está previsto para ser publicado em 2022. Mostrou uma foto geral dos marcos estratégicos dos 8 países membros e o alinhamento destes com as normas internacionais referentes ao BIM.


Ricardo Ferreira, apresentou a Estratégia BIMBR, o Decreto nº 10.306/2020 que trouxe os marcos de exigências de contratação em BIM de projetos (2021), obras (2024) e Manutenção (2028) e a Lei nº 14.133/2021 de Licitações e Contratos Administrativos, no âmbito dos Ministérios de Infraestrutura e de Defesa, com projetos pilotos na Secretaria de Aviação Civil - SAC (Aeroportos regionais), no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes - DNIT (PROARTE) e no Exército (OPUS). Apresentou também os avanços normativos, com a produção de normas brasileiras e a tradução da ISO, dentro da ABNT CEE-134. Destacou alguns desdobramentos da Estratégia: assinado termo de cooperação com a Recepeti para capacitação dos agentes públicos para contratação em BIM; lançamento do Manual de Projetos Aeroportuários, desdobramento dos projetos pilotos da SAC de Aeroportos regionais e a aplicação prática que gerou o BEP- Plano de Execução BIM da INFRAERO Aeroportos.


O evento contou também com a exposição dos demais países da Rede, representados por: Cecilia Benjardino, Diretora de Acompanhamento e Controle de Projetos de Investimento Público da Direção Nacional de Pré-Investimento do Ministério de Obras Públicas da República Argentina; Sebastián Manríquez, Subdiretor da Planbim-Corfo do Chile; Valentina Sarmiento Buitrago, Assessora de Produtividade - Setor da Construção, na Diretoria do Sistema Habitacional, Ministério da Habitação, Cidade e Território, Governo da Colômbia; Lil María Moya Fernández, Analista de finanças do Fundo de Pré-Investimento do Ministério do Planejamento e Política Econômica (Mideplan) da Costa Rica; Fernando Careaga Sánchez, Diretor de Área na Unidade de Investimentos do Ministério das Finanças e Crédito Público; Gino Fernández, Chefe da Equipe do Plano BIM do Peru. Diretoria de Programação Plurianual de Investimentos do Ministério da Economia e Finanças do Governo do Peru; Maurizio Rodríguez Torriano, Gerente da Unidade de Arquitetura da Corporação Nacional para o Desenvolvimento (CND).


Confira na íntegra o evento no YouTube do ‘REDBIMGOBLATAM’: https://www.youtube.com/watch?v=lfmDebGY1rg


Sobre a Red BIM Gob Latam


Organização composta por representantes do setor público de países latino-americanos, atualmente integrada por Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, México, Peru e Uruguai. A Rede tem como objetivo aumentar a produtividade da Indústria da Construção através da transformação digital, acelerando os programas nacionais de implantação do BIM por meio de um trabalho colaborativo que favoreça e promova diretrizes comuns, o intercâmbio comercial e o conhecimento na região. Atualmente, a Rede conta com o apoio e financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento, BID.


Para aderir à Rede, os países devem ter pelo menos uma instituição pública que está promovendo a implementação do BIM em nível estadual.


Países membros da Rede e as instituições públicas vinculadas:

  • Argentina. SIBIM – Ministério de Obras Púbicas da República Argentina.

  • Brasil. BIMBR – Ministério de Infraestrutura do Brasil.

  • Chile. Planbim CORFO - Ministério da Economia.

  • Colômbia. Mesa de Trabalho do BIM Colômbia - Ministério da Habitação, Cidade e Território, Finanças do Desenvolvimento Nacional (FDN), Ministério dos Transportes e Departamento de Planejamento Nacional (DNP).

  • Costa Rica. Ministério do Planejamento Nacional e Política Econômica.

  • México. Secretaria da Fazenda e Crédito Público.

  • Peru. Plano BIM Peru, Ministério da Economia e Finanças.

  • Uruguai. Corporação Nacional de Desenvolvimento (CND) e Ministério dos Transportes e Obras Públicas.