União dos diversos agentes da Indústria da Construção

Atualizado: 4 de nov. de 2021


Créditos: Banco de imagens


Com o objetivo de reunir os diversos agentes da Cadeia Produtiva da construção envolvidos e interessados na disseminação do conceito e prática da Modelagem da Informação da Construção (BIM) foi criada a associação civil de âmbito nacional, neutra e sem fins lucrativos, BIM Fórum Brasil (BFB), que, no último dia 16, completou o primeiro ano após seu lançamento! Em comemoração, os membros do Conselho Administrativo Interino do BFB foram convidados a destacar os principais benefícios do BIM para cada um dos 7 colegiados que compõem a instituição.


Os colegiados foram criados para representar os setores da cadeia produtiva da indústria da construção, de acordo com seus interesses sob o enfoque do BIM:


Colegiado 1: Proprietários, Incorporadores e Investidores;

Colegiado 2: Governos e Autarquias;

Colegiado 3: Empreiteiros e Construtores;

Colegiado 4: Escritórios de Projetos, Coordenação, Consultoria e Gerenciadoras;

Colegiado 5: Fabricantes de componentes de construção;

Colegiado 6: Desenvolvedores de software;

Colegiado 7: Academia e entidades de capacitação de Recursos Humanos.


Ao associar-se ao BFB a empresa ou entidade indica o colegiado que atuará. Os colegiados têm um papel político e estratégico na instituição e, além de direcionarem os esforços e apresentarem as demandas específicas, elegem seus representantes para o Conselho Administrativo que, pela estrutura estabelecida no estatuto público do BFB (https://www.bimforum.org.br/estatuto), define a estratégia e política de atuação da associação, incluindo as prioridades e projetos a serem desenvolvidos.


A neutralidade estratégica do BIM Fórum Brasil está garantida pela configuração do Conselho Administrativo proposto, onde os diversos agentes da indústria têm voz e convergem as decisões.


Principais benefícios do BIM para cada colegiado


Proprietários, Incorporadores e Investidores:

“É consenso entre os estudiosos que quem mais ganha com o BIM é o cliente, pois seu uso beneficia diretamente o empreendimento. Seja para o incorporador ou investidor, que vê mantidos ou reduzidos os prazos e custos da obra, seja para aquele que constrói para seu próprio uso e que terá menores custos operacionais e de manutenção, o beneficiário final do BIM é sempre o proprietário da obra” - Eduardo Toledo.


Governos e Autarquias:

“Como Instituição Pública e como Servidores Públicos, devemos entender que o maior benefício do BIM é atender melhor os princípios fundamentais da administração pública. Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência. Com eles teremos uma administração pública íntegra, efetiva, transparente e mais próxima da sociedade e suas necessidades” - Rafael Fernandes.


Empreiteiros e Construtores:

“A adoção dos processos BIM por empreiteiros e construtores garante mais controle e acurácia das informações do pré, durante e pós-obra. Os dados contidos no modelo projetado permitem um acompanhamento mais preciso do cronograma físico e financeiro do andamento de cada etapa da obra. Com o aumento da qualidade das informações para tomada de decisão aumenta-se também a possibilidade de retorno financeiro positivo das obras. Em relação às diversas partes envolvidas, outros benefícios que merecem destaque estão relacionados a mitigar conflitos e interpretações subjetivas de projetos, paralisação de obras e aditivos de contratos.” - Alessandra Beine.


Escritórios de Projetos, Coordenação, Consultoria e Gerenciadoras:

“O BIM para as empresas de Projetos, Coordenadoras de Projetos, Gerenciadoras e de Consultorias, possui vital importância uma vez que são usuários intensivos das ferramentas e fazem uso cotidiano para o desenvolvimento de suas atividades fim. Maior qualidade e usabilidade dos entregáveis, redução de interferências de disciplinas em canteiros, planejamento visual com simulações estão entre os principais benefícios do BIM a estas empresas” - Rogério Suzuki.


Fabricantes de Componentes de Construção:

“O setor de fabricantes de materiais e componentes se beneficia com a maior conformidade técnica e soluções para que as construções possam alcançar bom desempenho e qualidade. Ao intensificar as relações com aqueles que especificam, aplicam e utilizam os produtos, garantem a troca de informações - fundamento imprescindível para o avanço tecnológico que esperamos conquistar” - Humberto Farina.


Desenvolvedores de Software:

“Os desenvolvedores de software têm suas soluções integradas aos movimentos de inovação da indústria da construção. E em relação à participação no BFB ganham com a maior proximidade com os usuários, oportunidade de aprimoramento e desenvolvimento de novas soluções para o mercado, além da oportunidade de poder alinhar estratégias em comum que estejam entre os nove objetivos da Estratégia Nacional BIM-BR, trazendo assim benefícios a todos os associados” - Gustavo Carezzato.


Academia e entidades de capacitação de recursos humanos:

“O grupo reúne universidades, faculdades, centros universitários, empresas e institutos de pesquisa e empresas de capacitação profissional. Esses integrantes atuando em pesquisa, ensino, treinamento e capacitação com foco em BIM e tecnologias correlatas, vetores da inovação e da transformação digital da construção, alinhados com os outros agentes do setor, para formar profissionais técnicos e gestores competentes e capazes de levar ao mercado o emprego de melhores práticas em BIM com o aumento de produtividade e de qualidade que resultam em maior competitividade para toda indústria da construção” - Sergio Scheer.


Se a sua empresa, entidade ou órgão público atua na Indústria da Construção e acredita que a adoção da Modelagem da Informação da Construção (BIM) gera valor e reduz desperdícios, associe-se ao BIM Fórum Brasil.